Your Cart
Frete grátis acima de R$180 para as capitais de todo o país! Cálculo automático no carrinho 🙂

O coronavirus está regenerando a natureza?

A gente adoraria poder dizer que sim, que a natureza está se regenerando e que o vírus tem um lado bom. Mas aí moram 2 perigos: o das fake News e o do chamado racismo ambiental.

Fake News porque não há suporte científico para se medir o impacto real da pandemia até o momento. Imagens satelitais mostram melhoras na qualidade do ar por todo o mundo, o transporte – por terra, mar ou ar – diminuiu em escala global e espera-se uma redução na emissão de gases estufa para esse ano. Mas todos esses efeitos são temporários e ainda mal quantificados.

Há pesquisadores em todo o mundo tentando mensurar esses impactos, mas precisamos lembrar que ciência de qualidade leva tempo e a vida dessas pessoas também foi alterada. O Dia de Sobrecarga da Terra – que basicamente estabelece uma data calculada anualmente em que a gente atingiria nossa “cota” de recursos que poderíamos usar dentro dos níveis sustentáveis – deve ser uma primeira indicação de como estamos de fato indo em 2020.

Datas do Dia de Sobrecarga da Terra segundo a ONG.

A data é calculada com base em intensas pesquisas, e em 2019 foi a mais cedo de sua história: 29 de julho. A data para 2020 deve ser melhor, mas só será divulgada no dia do meio ambiente, 5 de junho, podendo ser um indicativo de quão melhor estamos indo. Mas por hora, pouco foi provado.

O outro perigo em ver a pandemia como a “cura” para a natureza é o racismo ambiental. Esse termo surgiu no campo de estudos da justiça ambiental e busca mostrar como as injustiças sociais e ambientais caem de forma mais intensa sobre etnias vulneráveis. Porque no fim, isso fica bem evidente na atual crise: quem mais sofre são as comunidades onde não há real possibilidade de isolamento e acesso à sistema de saúde. E isso não é opinião, é fato, no Brasil e no Mundo – as referências estão nos comentários.

Então não tem lado bom? Ninguém vai sair da pandemia do mesmo jeito que entrou (quer dizer, isso é nossa opinião né). Pra gente, fica muito claro nossos impactos na natureza, mas também nossa dependência dela para nossa saúde física e mental, bem como nossa capacidade de mudar (e rápido).

Então cuidado com as generalizações, combinado?

Texto por Bia Mattiuzzo, oceanógrafa e instrutora de mergulho, fundadora da Marulho.

Fontes:
Nexo – Como a desigualdade afeta a disseminação do vírus
Nature – How environmental racism is fuelling the coronavirus pandemic
Yale – Connecting the Dots Between Environmental Injustice and the Coronavirus
Artigo Científico : Impacts of the coronavirus pandemic on biodiversity conservation
Pagina da Earth OverShootDay: https://www.overshootday.org/

Carrinho de compras0
Seu carrinho está vazio =(
Continuar Comprando
0

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele.