Your Cart
Frete grátis acima de R$180 para as capitais de todo o país! Cálculo automático no carrinho 🙂

PQ ESCOLHER A MARULHO?

Marulho quer dizer barulho do mar, e a gente quer mesmo é fazer barulho, criar uma comunidade de pessoas que amam e escutam o mar e a natureza, lutando pela conservação junto aos povos tradicionais

entenda nosso trabalho vendo o vídeo

*você pode ativar as legendas no canto inferior direito

O MUNDO MELHOR QUE A MARULHO QUER

A gente acredita na geração de impacto socioambiental positivo – mas quem impacta são pessoas, não produtos.
Por isso, o que oferecemos não são “apenas produtos”, são verdadeiras ferramentas de transformação:  com eles propomos uma nova forma de ver e viver no mundo.

A gente não é uma ONG, mas sim um “negócio de impacto socioambiental”

COMO TUDO COMEÇOU

A ideia do que hoje é um negócio de impacto socioambiental (em bom português, uma empresa que lucra ao mesmo tempo que gera impacto positivo social e ambientalmente) começou na metade de 2019 – e só foi possível graças a comunidade de Matariz, na Ilha Grande – RJ.

A Bia e o Lucas, fundadores da Marulho, estavam vivendo por lá e viam os restos de rede que sobravam na região. Como oceanógrafos, eles sabiam que este é um grande problema, principalmente por causa da pesca fantasma. 

Então veio a ideia: o que fazer com redes de pesca descartadas e evitar a poluição por plástico no mar?

Daí veio a ideia de começar a usar toda essa rede pra alguma coisa e foi assim que surgiram as redecos, nossos primeiros saquinhos feitos de rede.

Foi o Seu Filinho, pescador aposentado de 84 anos, que primeiro embarcou nessa com a gente – foi só  por meio do conhecimento caiçara dele de costurar as redes que chegamos até aqui, e entendemos que precisamos valorizar isso.

Porque preservar esse saber cultural único,
empoderar a comunidade,
reutilizar o ao plástico existente (das redes) e
evitar o plástico futuro 
é a coisa mais linda que tem. 

Seu Filinho e Dona Edimeia (esposa), e a Bia e o Lucas (fundadores)..
A gente também não é uma simples lojinha...

Não vendemos “apenas produtos”

Nossos produtos são ferramentas para gerar transformação e para propor uma nova forma de ver e viver no mundo.

Embalagens sem plástico

Damos preferência ao papel kraft, papelão e algodão cru, garantindo uma experiência sem plástico.

Nacional, do pequeno e artesanal

Tudo aqui foi feito em terras tupiniquins, para impulsionar a produção por aqui e evitar poluição do transporte – e foram desenvolvidos em conjunto com os  artesãos

Circular de verdade

Deu ruim com algum produto? A gente garante a reutilização dele para o caso do silicone e das redes de pesca, os únicos materiais que usamos que não são compostáveis 

Aqui tem muita educomunicação (educação + comunicação)

Década das Nações Unidas da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável  ou simplesmente Década do Oceano foi declarada pela ONU e está acontecendo entre 2021- 2030.

É um esforço do planeta inteiro para olhar para nosso oceano, e parte importante dela é a comunicação: sobre a importância do mar, eventos, “tradução” da ciência para nossa linguagem de toda hora.

A  Marulho é parte desse movimento global – e além disso, estamos alinhadinhos e atuando para contribuir com vários dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentávél  🙂

Bia Mattiuzzo

Fundadora

Oceanógrafa (USP), Instrutora de Mergulho Autônomo NAUI,  mestranda em práticas de Desenvolvimento Sustentável no PPGPDS – URFJJ

Lucas L. Gonçalves

fundador

Oceanógrafo (USP), gestor financeiro, divemaster, velejador, surfista e ex-aquarista marinho.

Tá, foi a gnt que começou, mas não é só a gnt que faz as coisas acontecerem...

Produtos que juntam impacto social e ambiental:
evitando a pesca fantasma e gerando renda em comunidades caiçaras

Carrinho de compras0
Seu carrinho está vazio =(
Continuar Comprando
0

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele.